TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

O curso indispensável para leigos que trabalham na área de saúde

Instituições de saúde costumam buscar profissionais de saúde com uma formação sólida e um perfil adequado para compor o seu corpo clínico, mas e quanto aos funcionários leigos, que não fazem parte da área de saúde? Um hospital que tem como objetivo alcançar a excelência deve ter toda a equipe qualificada com conhecimentos básicos para lidar com situações de emergência.

A primeira impressão é a que fica

Os profissionais do núcleo operacional muitas vezes são os primeiros a terem contato com os pacientes. Recepcionistas, manobristas e maqueiros, por exemplo, podem ser responsáveis pela impressão que um paciente e seus familiares terão de um hospital. Por isso, é importante que eles também sejam incluídos nos programas de educação permanente da instituição, e realizem cursos adequados para os seus perfis.

Agilidade, cordialidade, segurança, boa comunicação e alguns conhecimentos técnicos básicos de saúde podem ser decisivos em um primeiro atendimento, enquanto médicos e enfermeiros ainda não receberam o paciente. Uma boa recepcionista pode ter aprendido em sua formação acadêmica a dominar mais de um idioma e saber lidar com rotinas administrativas, mas é pouco provável que tenha recebido instruções para realizar manobras de ressuscitação cardiopulmonar. A instituição de saúde deve fornecer treinamento adequado a todos os funcionários, para garantir que seus pacientes serão atendidos apropriadamente em qualquer parte das suas dependências.

Curso para leigos saúde

Treinamento em simulação realística

Procedimentos complexos, diagnósticos e exames devem ser realizados exclusivamente por profissionais de saúde qualificados para isso. Entretanto, é extremamente recomendável que mesmo os profissionais leigos na área da saúde estejam preparados tecnicamente para realizar procedimentos básicos que podem salvar vidas, afinal, em um hospital é comum ter que lidar com situações emergenciais.

Por se tratarem de profissionais que não são da área de saúde, o treinamento para eles deve ser diferenciado. Eles não estarão habituados com os termos e protocolos utilizados em treinamentos de profissionais de saúde. A forma de introduzir o tema e a linguagem do curso deve ser específica para o ensino de leigos, só assim o aprendizado será mais eficiente.

E justamente por não serem profissionais de saúde, a metodologia da simulação realística se faz extremamente necessária. Ao contrário de médicos e enfermeiros, não é todo dia que um manobrista precisará salvar a vida de um paciente. Se ele receber apenas instruções teóricas sobre um procedimento, é provável que essa informação se perca em sua memória antes que precise colocar em prática. Além, é claro, da insegurança que qualquer pessoa apresenta ao ter que realizar uma ação que não domina pela primeira vez, com riscos reais.

Em um treinamento de simulação realística, o profissional aprenderá fazendo, em um cenário com todos os elementos de uma situação real, mas totalmente controlado e sem oferecer risco à segurança de nenhum paciente. As informações serão absorvidas de forma mais eficaz, enquanto ele pratica, toma decisões e adquire experiência e segurança para que no futuro possa executar aquelas manobras com domínio do que está fazendo.

Suporte Básico de Vida para leigos

Pensando nessas necessidades, o IBKL desenvolveu o curso de Suporte Básico de Vida para leigos, destinado ao núcleo operacional das instituições de saúde. O treinamento tem como objetivo o ensino prático das manobras de ressuscitação cardiopulmonar (RCP) de alta qualidade no adulto, do atendimento básico sistematizado e o uso precoce do desfibrilador externo automático, visando aumentar as chances de sobrevivências das vítimas de Parada Cardiorrespiratória (PCR).

Ao realizar o curso, o leigo aprende a reconhecer uma parada cardiorrespiratória, a acionar o serviço/equipe de emergência, a administrar compressões torácicas de alta qualidade, a usar o desfibrilador precocemente, além de treinar manobras de desobstrução de Vias Aéreas. Entre os temas abordados no treinamento, estão a compressão torácica, a sequência de atendimento do suporte básico de vida, a desfibrilação externa automática e a desobstrução de vias aéreas, tudo isso aplicado à metodologia da simulação realística, que avalia aspectos técnicos e comportamentais do aluno.

O curso de Suporte Básico de Vida para leigos, assim como mais de 100 outros cursos, está disponível para todos os assinantes do Medflix. Se você deseja alcançar a excelência na sua instituição de saúde através da capacitação de toda a equipe, entre em contato conosco!