TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

Dexametasona: um possível recurso de baixo custo no combate à Covid-19

Uma notícia que tem agregado uma boa dose de esperança em toda a comunidade médica é o estudo realizado por pesquisadores britânicos que aponta a dexametasona como uma possível arma no combate à Covid-19.

A dexametasona é um fármaco de baixo custo da classe dos corticoides, a mesma utilizada em crises asmáticas, alergias, doenças dermatológicas, reumáticas e em alguns tipos de infecções. Em geral, sua administração é realizada durante um breve período, considerando que se trata de uma medicação que pode provocar efeitos colaterais.

E o que se sabe sobre a utilização da dexametasona em casos de pacientes com Covid-19?

Além de ser uma medicação de valor acessível, um dos resultados mais promissores em relação à dexametasona é que o corticoide pode reduzir a taxa de mortalidade em até um terço ao ser usado para tratar pacientes que necessitam de ventilação mecânica.

Segundo os responsáveis pelo Recovery, com o uso da dexametasona, a cada 8 pacientes em ventilação mecânica com Covid-19, o fármaco evitou 1 morte.

No entanto, é importante ressaltar que a utilização dessa medicação deve ser somente no contexto intra hospitalar e limitada a casos específicos, já que seu uso de forma inadequada pode trazer malefícios para a saúde.

A OMS já se manifestou sobre o assunto

A descoberta da dexametasona como um potencial recurso no combate à COVID-19 foi celebrada até mesmo pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em seu site oficial, ela expressa a satisfação por meio de palavras do Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor geral da OMS, que disse: “É uma excelente notícia e parabenizo o Governo do Reino Unido, a Universidade de Oxford e os numerosos hospitais e pacientes do Reino Unido que contribuíram para esse avanço científico que pode salvar vidas”.

Fonte: OMS – WHO welcomes preliminary results about dexamethasone use in treating critically ill COVID-19 patients.