TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

HOSPITAL PEQUENO PRÍNCIPE LANÇA PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO CONTINUADA CONTRA O CORONAVÍRUS

O Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, um dos mais importantes parceiros do IBKL, está realizando um amplo programa de treinamento e capacitação na luta contra o Coronavírus.

Thelma Alves de Oliveira, Coordenadora da área de projetos do HPP, explica: “o contexto da pandemia do Coronavírus nos trouxe grandes desafios e também grandes oportunidades. O Centro de Simulação que vinha com uma agenda fechada de cursos e treinos de habilidades não podia parar e ainda seria necessário desenvolver um programa voltado para capacitação específica dos profissionais no enfrentamento ao Coronavírus. Assim, a equipe de docentes se preparou com novos cuidados de desinfecção dos materiais, redução de participantes por turma, extensão dos horários e conseguiu ampliar a oferta de cursos. O grupo de formação continuada da enfermagem e o SECIH – Serviço de Controle de Infecção Hospitalar também assumiram outras formações focadas na preparação dos nossos colaboradores. Está sendo desenvolvida uma agenda intensa de capacitação para dar mais segurança aos profissionais, reforçar a importância do autocuidado para evitar a propagação do vírus, aplicar os protocolos assistenciais desenvolvidos especialmente para a crise do Coronavírus, enfim, proteger, ensinar e preparar nossos profissionais para atuarem em tempo de pandemia.”

O Hospital Pequeno Príncipe sempre valorizou a capacitação continuada dos colaboradores, como estratégia para manter a excelência do atendimento e trazer a presença das inovações ao contexto da assistência à saúde da criança e do adolescente. Em 1970, foi iniciado o Programa de residência médica, hoje ampliado para enfermagem, psicologia e biomedicina. O HPP mantém um trabalho de formação continuada específico para enfermagem e, mais recentemente, implantou o Centro de Simulação Pequeno Príncipe. Esse conjunto de ações faz com que o hospital seja reconhecido como berço da pediatria, formando profissionais com excelência técnica, compromisso com a qualidade e humanização do atendimento.

Eduardo Gubert, Intensivista Pediátrico e Coordenador do Centro de Simulação Realistica do HPP diz que “como hospital pediátrico, o Pequeno Príncipe teve mais tempo para se preparar. Temos 30 leitos de UTI Clínica e Cirúrgica, além de 18 leitos de UTI cardíaca e 20 leitos de UTI neonatal. Separamos 10 leitos da UTI Clínica para atender casos respiratórios e uma ala do Hospital de quartos isolados para os pacientes suspeitos ou confirmados de menor gravidade.

De uma forma parecida com o resto do mundo, tivemos pouquíssimos casos confirmados nas nossas crianças. Mas nem por isso deixamos de nos preparar. Além de divulgação plena das informações pela nossa CCIH através de vídeos, envios de e-mails, materiais na intranet do hospital e criação de um hotsite para COVID-19, entendemos que o treinamento prático se faz superimportante nesse período de maior preocupação com o cuidado no atendimento e contaminação. No nosso hospital não consideramos somente os médicos e enfermeiros como profissionais da linha de frente.

Todos que aqui trabalham são considerados da linha de frente. Treiná-los faz parte de um processo de disseminar informação correta e ao mesmo tempo passar tranquilidade.

Iniciamos treinando 103 recepcionistas (internamento, emergência, ambulatórios) em cenário simulado com ator para o atendimento e triagem dos pacientes suspeitos.

Passamos para treinamento de habilidade em paramentação e desparamentação de enfermeiros, técnicos de enfermagem e médicos da emergência, atingindo um número próximo de 200 colaboradores.

Fizemos um treinamento com simulação realística de alta fidelidade com a equipe de intubação paramentada. Envolvemos 85 membros das equipes de intensivistas, anestesistas e enfermeiros, totalizando 14 treinamentos para praticar o uso dos EPIs (ex: face shield), conexões do circuito do respirador, uso de pré-medicações e evitar ao máximo contaminação em procedimentos geradores de aerosol.

Contemplamos quase todos os orientadores de segurança do hospital em treinamento prático que elucidou o cuidado pessoal, correto uso de máscaras e encaminhamento das famílias aos locais de atendimento.”

Finalizando, o Diretor Executivo do IBKL, Thiago Ungier, acrescenta: “o Hospital Pequeno Príncipe é uma referência e tem sido excelente trabalharmos juntos na implementação de suas estratégias de capacitação permanente, especialmente nas iniciativas ligadas à simulação realística.”