TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

Negociação e gestão de conflito na assistência

Dentro de um ambiente hospitalar, o profissional de saúde precisa estar preparado para resolver diversos problemas cotidianos em sua equipe e situações de conflito. Essa é uma condição imprescindível para prestar assistência de qualidade ao paciente, e está diretamente relacionada à capacidade de tomar decisões no momento certo.

A gestão de conflito como oportunidade de crescimento

Um profissional bem treinado é capaz de prevenir os conflitos excessivos (que além de não trazerem desenvolvimento, desperdiçam tempo e energia) antes que eles aconteçam. Em casos em que essa prevenção não é possível, ele pode, a partir das situações de conflito, desenvolver a oportunidade de crescimento e coesão dentro da própria equipe, construindo de maneira conjunta uma maior capacidade de compreensão, estímulo à mudança, motivação para resolver problemas e transformação de valores.

Além do conhecimento técnico, atualmente também é esperado que o profissional de saúde desenvolva competências na gestão de conflitos. Para assegurar a qualidade da assistência, é imprescindível que toda a equipe tenha como habilidade a capacidade de comunicação, observação, escuta, senso crítico e empatia para compreender e saber solucionar todas as faces de um conflito.

gestão de conflito na assistência

Cursos focados no tema aceleram o desenvolvimento de habilidades

A educação, mais uma vez, pode andar lado a lado com a saúde para ajudar a desenvolver nos profissionais as habilidades necessárias. Atualmente já existem cursos de gestão de conflitos focados na experiência vivenciada no ambiente de assistência.

O IBKL tem em sua biblioteca um curso baseado na metodologia da simulação realística que auxilia o profissional a compreender o impacto da comunicação na resolução de conflitos, compreender fatores que podem contribuir para situações de conflito em uma Instituição de saúde, identificar técnicas de mediação de conflito, reconhecer possibilidades e limites de sua atuação, desenvolver habilidade de empatia, de trabalho em equipe, de gestão de conflitos e exercitar a complexidade do trabalho em saúde e o impacto da sua atuação na relação da instituição com o cliente, além de reconhecer que sua prática profissional deve ser norteada pelos valores e missão da instituição.

Entre os temas abordados no curso, estão a emoção e conflito, a comunicação e escuta,  a comunicação e resolução de conflitos, o conflito e mudança e os fatores que contribuem para redução do conflito. Elementos que, como vimos, são fundamentais para a gestão de situações de conflito na saúde. O público-alvo do curso são os técnicos de enfermagem.

Profissionais mais capacitados geram impacto na assistência

O artigo “Desafios do enfermeiro no gerenciamento de conflitos dentro da equipe de enfermagem”, publicado na Revista de Administração em Saúde em dezembro de 2018 aborda o tema de forma aprofundada, comprovando o impacto dessas habilidades na assistência:

“O enfermeiro, além de seus conhecimentos científicos, deve saber lidar com as pessoas e suas diferenças, utilizando o conflito de forma positiva, a manejando a favor crescimento e amadurecimento para a equipe. Também deve ter a visão holística acerca de sua equipe, ser imparcial e flexível, saber reconhecer as qualidades de seus colaboradores, respeitando suas crenças e visões diferentes e adaptando-se às normas institucionais.

Os conflitos impactam diretamente no cuidado ao paciente, de acordo com a satisfação da equipe de enfermagem e de seu desempenho com o trabalho em equipe. Portanto, é um grande desafio para o enfermeiro lidar com os conflitos, que acabam centralizados em sua gestão, trazendo grande responsabilidade e gerando grandes consequências, podendo ser positivas ou negativas, dependendo da habilidade do enfermeiro e os recursos políticos.

Além disso, os resultados mostraram que os profissionais da equipe de enfermagem possuem expectativas diante da atitude do enfermeiro acerca dos conflitos. Por isso, o enfermeiro deve se preparar para sua função de gestor, para saber agir diante de dificuldades com sua equipe e encaixar que recursos políticos devem ser gerenciados para a excelência de serviço prestado e para a sua autorrealização e promover de sua equipe”.

Capacite seus profissionais com todas as habilidades técnicas e comportamentais necessárias para a sua instituição de saúde alcançar a excelência. O IBKL pode elaborar o plano educacional mais adequado para as necessidades de cada equipe. Entre em contato conosco e saiba mais!