TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

Novembro Azul: o que você precisa saber sobre câncer de próstata

Novembro Azul é um movimento mundial realizado todo mês de novembro com o objetivo de alertar a população sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata, assim como o Outubro Rosa conscientiza sobre o câncer de mama. O câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais comum entre os homens brasileiros. Os mais atingidos são os indivíduos a partir dos 50 anos e pessoas com histórico da doença na família.

Dados sobre o câncer de próstata

A próstata é uma glândula exócrina que faz parte do sistema genital masculino. Os tumores nesta região surgem quando algumas das suas células se desenvolvem e se multiplicam de forma anormal. O câncer de próstata é um dos que mais atingem homens brasileiros, ficando atrás apenas do câncer de pele.

De acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA), a cada 100 mil homens, a estimativa é de que 66 desenvolvam este tipo de câncer. No ano de 2018, foram cerca de 68.220 mil novos casos da doença no Brasil. Mundialmente, o câncer de próstata atinge 1,5 milhão de pessoas e a mortalidade é de cerca de 360 mil pacientes a cada ano.

novembro azul câncer de próstata

Em sua fase inicial é difícil reconhecer os sintomas sem a ajuda de um profissional de saúde. O câncer de próstata pode não apresentar sintomas em um primeiro momento, e em alguns casos, eles podem se confundir com os sinais do crescimento benigno da próstata – o que inclui dificuldade de urinar e/ou necessidade de urinar mais vezes que o normal.

Outros sinais de alerta relativamente comuns são a diminuição do jato de urina, e a presença de sangue na urina ou no sêmen. Quando já está em estágio mais avançado, esse tipo de câncer pode causar problemas mais perigosos, como dores nos ossos, infecções urinárias, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Profissionais de saúde podem diagnosticar o câncer precocemente

Como a maioria dos pacientes em estágio inicial não apresenta sintomas do câncer de próstata, é mais difícil detectar a doença. Por isso, é importante que médicos incentivem seus pacientes a realizarem check-ups com regularidade. Travestis e mulheres transexuais (inclusive redesignadas) também devem manter seus exames em dia.

Os homens que não apresentam sintomas, mas que pertencem a grupos com maior probabilidade de ter a doença, podem realizar exames de toque retal, em que o urologista investiga a presença de massas rígidas, nódulos ou alguma superfície irregular na glândula, e exames de sangue para avaliar a dosagem do PSA (Antígeno Prostático Específico). Eles podem indicar a necessidade da biópsia da próstata para confirmar a suspeita de câncer.

A detecção precoce do câncer de próstata também pode ser realizada com exames clínicos ou radiológicos. Apesar de perigosa, a neoplasia maligna da próstata tem até 90% de probabilidade de cura se for diagnosticada precocemente.

Como prevenir o câncer de próstata?

O sedentarismo e a obesidade também podem influenciar na incidência de câncer de próstata. Por isso, a sua prevenção, assim como de diversas outras doenças, inclui a adoção de hábitos saudáveis. Praticar exercícios físicos regularmente, não fumar, reduzir o consumo de álcool e ingerir mais frutas, verduras e legumes, menos gordura e identificar e tratar adequadamente a pressão alta, diabetes e problemas de colesterol podem ser aliados no combate ao câncer.