TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

Quais são os tipos de imunidade que desenvolvemos? Entenda aqui

A imunidade a uma doença é alcançada pela presença de anticorpos contra ela em nosso organismo. Esses anticorpos são proteínas produzidas pelo corpo para neutralizar, destruir toxinas ou organismos transmissores de doenças e são específicos para cada uma. Por exemplo, o anticorpo contra o sarampo protegerá uma pessoa exposta à doença do sarampo, mas não terá efeito se ela for exposta à caxumba. Mas você sabe quais são os tipos de imunidade?

A imunidade pode ser classificada em ativa (permanente) ou passiva e existem algumas formas de conquistá-las: imunidade cruzada, de rebanho, entre outras. Entenda aqui:

 

Imunidade Ativa

A imunidade ativa ocorre quando a exposição a um organismo doente aciona o sistema imunológico para produzir anticorpos contra essa doença. Essa exposição ao organismo causador da doença pode ocorrer por meio da infecção com a própria doença (resultando em imunidade natural) ou pela introdução de uma forma morta ou enfraquecida do organismo causador da doença por meio da vacinação (imunidade induzida pela vacina). De qualquer forma, se uma pessoa imune entrar em contato com essa doença no futuro, seu sistema imunológico a reconhecerá e produzirá imediatamente os anticorpos necessários para combatê-la.

A imunidade ativa é duradoura e, às vezes, vitalícia. Ela pode ser:

  • Natural: Exposição a Exposição a infecções sub infecções sub-clínicas.
  • Artificial: Organismos atenuados atenuados; Organismos mortos; Fragmentos subcelulares; Toxinas ou DNA.
tipos de imunidade

 

Imunidade Passiva

A imunidade passiva é fornecida quando uma pessoa recebe anticorpos contra uma doença, ao invés de produzi-los por meio de seu próprio sistema imunológico. Um bebê recém-nascido adquire imunidade passiva de sua mãe através da placenta. Uma pessoa também pode obter imunidade passiva por meio de hemoderivados contendo anticorpos, como a imunoglobulina, que pode ser administrada quando a proteção imediata contra uma doença específica é necessária. Esta é a principal vantagem da imunidade passiva; a proteção é imediata, enquanto a imunidade ativa leva tempo (geralmente várias semanas) para se desenvolver.

No entanto, a imunidade passiva dura apenas algumas semanas ou meses. Somente a imunidade ativa é duradoura.

 

Extra: Imunidade de rebanho

A imunidade de rebanho (ou imunidade da comunidade) é uma forma da imunidade ativa e ocorre quando uma alta porcentagem da comunidade é imune a uma doença (por vacinação e/ou doença anterior), tornando improvável a propagação da doença de pessoa para pessoa. Mesmo os indivíduos não vacinados (como recém-nascidos e imunocomprometidos) recebem alguma proteção, porque a doença tem poucas oportunidades de se espalhar na comunidade.

A imunidade de rebanho depende da contagiosidade da doença. Doenças que se espalham facilmente, como o sarampo, requerem um número maior de indivíduos imunes em uma comunidade para alcançar a imunidade coletiva. A imunidade de rebanho protege os membros mais vulneráveis ​​de nossa população. Se um número suficiente de pessoas for vacinado contra doenças perigosas, aqueles que são suscetíveis e não podem ser vacinados são protegidos, porque o germe não será capaz de “encontrar” esses indivíduos suscetíveis.

Quando podemos esperar imunidade de rebanho para COVID-19?

COVID-19 é uma doença muito contagiosa. Uma grande porcentagem da população precisará estar imune contra a doença (por meio de infecção ou vacinação) antes que a imunidade coletiva seja alcançada. Não se sabe quando isso vai acontecer, mas vai depender de quantas pessoas desenvolverão imunidade após a infecção por COVID-19, quando uma vacina estará concluída, quantas doses de vacina estarão disponíveis para distribuição e quantas pessoas receberão a vacina.

FONTE: APIC