TIRE SUAS DÚVIDAS. Ligue para gente: (21)2226-5113
Portal IBKL

Blog

Novembro Azul | Sintomas do Câncer de Próstata

Novembro chegou e com ele uma das campanhas mais importantes na área da saúde masculina: o Novembro Azul. Nessa campanha, mensagens sobre prevenção, diagnóstico e tratamento do câncer de próstata ganham força.  Neste artigo vamos falar um pouco sobre os sintomas do câncer de próstata e métodos de prevenção.

No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). Mais do que qualquer outro tipo, é considerado um câncer da terceira idade, já que cerca de 75% dos casos no mundo ocorrem a partir dos 65 anos. Segundo o INCA, o aumento das incidências desse tipo de câncer está ligado diretamente com o aumento da expectativa de vida.

Sintomas do Câncer de Próstata

Uma das dificuldades que a população masculina tem em identificar o câncer de próstata vem do fato desse tumor ter um crescimento muito lento, com desenvolvimento silencioso. Alguns casos levam até 15 anos para o tumor chegar a 1cm³. Isso mostra o quanto a consulta anual é importante e necessária.

Veja alguns sintomas do câncer de próstata na fase inicial e na fase avançada:

Fase inicial

Mesmo que a maioria dos casos de câncer de próstata sejam assintomáticos no início, existem alguns casos onde é possível identificar as seguintes alterações:

  • aumento da necessidade de ir ao banheiro, com mais frequência à noite;
  • ardência ou dor ao urinar;
  • dificuldade ou demora em começar a liberar a urina;
  • interrupções involuntárias durante a micção;
  • redução da pressão do jato de urina;
  • sensação de esvaziamento incompleto da bexiga;
  • presença de sangue na urina ou no esperma.

Esses sintomas podem ser benignos, mas devem servir como alerta de que há alguma coisa alterada nessa glândula, de modo que é muito recomendável procurar o médico urologista para investigar a origem dessas manifestações.

Fase avançada

Na fase avançada do câncer de próstata, além dos sintomas descritos acima, também pode-se notar:

  • impotência sexual;
  • fraqueza ou dormência nos membros inferiores;
  • perda do apetite;
  • perda de peso;
  • dor nos testículos.

Em casos muito agressivos, o tumor pode ter grandes proporções e causar a obstrução dos rins ao atingir os ureteres, se espalhar para outros tecidos, provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Prevenção e Diagnóstico

A melhor prevenção para o câncer de próstata é o diagnóstico precoce. Ele aumenta a chance de cura e torna o tratamento mais simples. Sociedades médicas recomendam que homens a partir dos 50 anos de idade façam o exame de próstata anualmente e, acima dos 45, caso esteja inserido nos fatores de risco como casos da doença em pessoas da família.

O diagnóstico envolve o exame de toque retal e o exame de sangue. Se houver alguma suspeita nos resultados desses exames, há a biópsia da próstata. O exame de toque retal é considerado indispensável e não pode ser substituído pelo exame de sangue ou por qualquer outro exame, como o ultrassom. 

Para finalizar, é importante lembrar que a ausência dos sintomas não garante que não há problemas com a saúde do homem. Portanto, realize os exames preventivos anualmente e fique atento para mudar os fatores de risco que independem da genética!

FONTE: Instituto Nacional de Câncer

Ministério da Saúde

Veja Saúde